Portfolio

 
  • Facebook B&W
  • YouTube B&W
  • Vimeo B&W
Español
Español
Español
English
English
English

Curtas

 

AS AVENTURAS DE PETY

Bra, animação, color, 14min, 2019

de Anahí Borges

Roteiro: Anahí Borges e Marina Meira

Direção: Anahí Borges

Ilustração e Animação: Gianfranco Bonadies

Direção de Arte: Elena Fedeli e Laura Carvalho

Direção de Fotografia: Elena Fedeli

Edição de Som e Mixagem: Rosana Stefanoni

Produção: Anahí Borges 

Trilha sonora: Iana Escudeiro

Vozes: Bruna Mass, Mauro Ramos, Marcelo Salsicha, Vii Zedek.

Sinopse: O filme tem início quando, no céu de Tutameia, surge um lindo e majestoso arco-íris. Em busca do baú de ouro, Pety e seus amigos partem em direção ao bosque da cidade, onde vivem aventuras com seres fantásticos do folclore brasileiro e descobrem que o verdadeiro tesouro pode estar muito mais próximo do que se imagina.   

NO TEMPO DAS FORMIGAS

de Anahí Borges

Bra, fic, color, HD, 2015

Co-produção: Brodagem Filmes

Roteiro e Direção: Anahí Borges

Direção de Fotografia: Lucas Kakuda
Direção de Produção: Juliana Lemes
Montagem: Cibele Appes
Desenho de Som: Edu Luz
Trilha Sonora Original: Marco Nalesso e A Fundação; Vico Piovani e Fábio Matu; Marcos Dafeira e Degusta Groove
Produção Executiva: Anahí Borges e Juliana Lemes
Elenco: Gabriel Nathan Silva, Moara Ibotira, Avani Souza Silva.

 

Sinopse: Gabriel e Moara se reencontram após um ano e meio que filmaram juntos o filme “Pety Pode Tudo”, realizado para a TV Brasil. Gabriel vem de Piritiba (Bahia) para São Paulo especialmente para a estréia do filme e juntos os dois vivem um dia inusitado na grande metrópole. São Paulo se transforma em uma terceira personagem, com sua arquitetura, o multiculturalismo, a grandiloquência que a caracteriza. 

*1ª Mostra de Filmes Independentes do Matilha Cultural (SP, 2016)

*Semana Paulista do Curta-Metragem 2016 (SP, 2016)

*11ª CineOP - Mostra de cinema de Ouro Preto (MG,2016)

*15ª Mostra do Filme Livre (RJ, SP, MG, DF, 2016)
*10ª Mostra Audiovisual de Cambuquira (MG, 2015)
*2º Festival de Cinema de Caruaru (PE, 2015)
*3ª Mostra de Cinema de Araçá (ES, 2015)

TREMEMBÉ, MEU AMOR

de Humberto Borges

Bra, doc, color, 25 min, 2013

Direção: Humberto Borges

Roteiro: Anahí Borges e Humberto Borges

Produção: Anahí Borges

Co-patrocínio: Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo 

Direção de Fotografia: Lucas Kakuda

Finalização: Videocubo

Montagem: Victor Reis

Edição de Som e Mixagem: Gus PereiraTrilha Sonora Original: Fábio Matu e Vico Piovani

Sinopse: “Tremembé, Meu Amor” é um documentário lírico sobre o bairro do Tremembé, São Paulo, Brasil. 

 

Sobre o filme:Falar do Tremembé é olhar ao redor e reconhecer a existência de uma mitologia pessoal e coletiva a ser partilhada. É na condição de cineasta e morador do bairro há 30 anos que entrevejo neste documentário a possibilidade de criar uma rede de ligações dentro da minha própria comunidade: resgatando memórias, costurando idéias, legitimando os moradores meus vizinhos no ato de contar-se e reinventar-se.O morador do Tremembé poderia ser personagem de certos poemas de Carlos Drummond de Andrade: arquetipicamente interiorano e em harmonia com a abundante natureza que o rodeia, representada pela Reserva da Cantareira e seu entorno. Essa sacralidade popular, aliada ao conceito dialético de modernização e perda das expressões arcaicas, é o que orientou a seleção dos objetos (materiais e imateriais) e das pessoas que estão sendo abordadas no documentário. A história do bairro, para mim, é o grande embate da civilização: o choque entre o antigo e o moderno, o rural e o urbano, o homem ocupando seu espaço na natureza.(Humberto Borges)

PETY PODE TUDO

de Anahí Borges

Bra, HD, color, 18 min, 2012

Co-Produção: Preta Portê Filmes

Roteiro e Direção: Anahí Borges

Produção: Gustavo Maximiliano

Produtora Associada: Juliana Vicente

Direção de Fotografia: Elena Fedeli

Direção de Arte: Laura Carvalho

Montagem: Olívia Brenga

Arte gráfica: Adams Carvalho

Edição de Som: Guile Martins

Trilha sonora original: Fábio Matu e Vico Piovani

Elenco principal: Moara Ibotira, Gabriel Nathan Silva, Paulo Goya, Sylvia Prado, Aury Porto.

 

Sinopse: Pety é uma menina com um majestoso sentimento de controle de tudo que está ao seu redor. Um dia, a caminho da escola, acredita receber um aviso do anjo Gabriel prenunciando a morte do seu coelho de estimação chamado Perninha. O medo da perda e o desejo de controle a impulsionam na olímpica tentativa de driblar o destino profetizado.

 

Sobre o filme:Eu quis construir uma personagem múltipla e idiossincrática, valorizando na criança os seus traços de caráter socialmente aceitos, mas também estimar as perversidades típicas da infância. Medos imaginários, crueldades inconscientes.  O tema central da história é um dos anseios ontológicos do ser humano: a onipotência, que encontra na infância o espaço primitivo da sua elaboração psíquica. Com esse curta-metragem pretendi trabalhar no registro da sutileza e da delicadeza, produzindo vida e realidade em harmonia com elementos irreais e metafísicos, porque como diz o escritor brasileiro João Guimarães Rosa: Tudo, aliás, é a ponta de um mistério, inclusive os fatos. Ou a ausência deles. Duvida? Quando nada acontece há um milagre que não estamos vendo - in “Grande Sertão: Veredas”. (Anahí Borges)

 

*22º Curta Cinema - Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro(RJ, 2012);

*12º Mostra do Filme Livre (Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, 2013);

*5º FESTin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa (Lisboa, Portugal, 2013);

*Programação do IX Prêmio FIESP/SESI-SP de Cinema (SP, 2013);

*15º FestCurtas BH - Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte (MG, 2013)

*6º Festival Nacional de Curtas Taquary  (Taquaritinga do Norte, PE, 2013);

*17º FAM – Festival Audiovisual Mercosul (Florianópolis, SC, 2013);

*8ª Mostra Audiovisual de Cambuquira (MG, 2013).

*9º Curta Canoa – Festival Latino Americano de Canoa Quebrada (CE, 2013)

*8º Curta Ourinhos – Mostra Exibição (Ourinhos, SP, 2013)

ALÉM DAS 7 CORES

de Camila Biau

Bra, HD, 19 min, color, 2012

Co-produção: Brodagem Filmes

Roteiro e Direção: Camila Biau

Direção de Produção: Juliana Lemes

Produção Executiva: Anahí Borges, Camila Biau, Marcos Verdugo 

Direção de Fotografia: Lucas Kakuda

Montagem: Emilia Aidar

Edição de Som e Mixagem: Gus Pereira

Arte Gráfica e animação: Fernanda Rodrigues

Finalização: Ziza da Silva

Trilha Sonora Original: Estela Tiemy, André Balboni

Elenco: Daniela Glamour Garcia, Érica Martins, Bruno Dalcheco

Sinopse: Imersa na movimentada cena noturna da região da Rua Augusta – coração de São Paulo - Daniela Glamour Garcia nos conduz nesta crônica queer sobre o os conflitos de quem decide viver à margem do que é considerado "normal" pela maioria. As normas, limites, classes e categorias que nos são impostas têm mesmo a capacidade de nos fazer sentir habitáveis em nós mesmos?

 

Sobre o filme: Por identificação pessoal com o tema do filme – sexualidade, gênero e heteronormatividade –, comecei a ler textos acadêmicos sobre Teoria Queer, o que me levou a adquirir uma nova percepção da realidade. Passei a acreditar que realizar um filme que analisasse a rápida metamorfose de um tema tão em voga se tornaria essencial não apenas pelo próprio gesto de registro audiovisual de uma época, como também pela possibilidade de dar vazão à linha de pensamento que transcende o movimento LGBT e questões meramente civis ou jurídicas. Quis trazer este olhar para o cotidiano e identificar como essas mudanças estão sendo experimentadas na prática. (Camila Biau)

 

*Menção Honrosa no 5º Festival Libercine – Festival Internacional de Cine Sobre Diversidad Sexual y Género (Buenos Aires, Argentina, 2013);*24º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo (SP, 2013)*1º  Festival Curta o Gênero (Fortaleza, CE, 2012)*7º CineOP - Mostra de Cinema de Ouro Preto (MG, 2012)*7º Festival Cine MuBE Vitrine Independente (São Paulo, SP, 2012)*3º Inconfidentes – Festival Nacional de Cinema e Vídeo (Ouro Preto, MG, 2012)*3º Close – Festival Nacional de Cinema da Diversidade Sexual (Porto Alegre, RS, 2012)*8º Mostra Cinema Conquista (Vitória da Conquista, BA, 2012)

EVOL

de Chaia Dechen

Bra/UK, HD, 12 min, color, 2012

Co-Produção: Griô Produções

Vídeo com linguagem experimental que se baseia na performance de dança da coreógrafa britânica Ella Mesma. A coreografia, originalmente criada para ser uma live performance, se converte em uma nova experiência através do uso de cores e efeitos visuais. EVOL foi inspirado em pesquisas em torno de temas como consentimento sexual e estupro nos relacionamentos.

Please reload

 

Longas

 

A FELICIDADE NÃO É ALEGRE

de Pasquale Marino

Bra/Ita, HD, 75 min, p/b

Uma produção Lumen Film e Aranhas Films

Produção: Pasquale Marino, Elena Fedeli. Anahí Borges, Andrea Gori

Roteiro: Pasquale Marino, Elena Fedeli

Direção de Fotografia: Elena Fedeli

Montagem: Mauro Rossi

Som: Andrea Ottina

Edição de Som: Valeria Cocuzza

Original Soundtrack: Ratchev e Carratello

Assistente de direção: Anahí Borges

Elenco: Maria Ruggeri, Giovanni Maria Currò, Antonio Gullo, Stefania Pecora, Lidiya Liberman, Eleonora Bovo.

 

Sinopse:Manlio trabalha em um salão de baile triste e melancólico. Maria vive quase como uma serva de seus irmãos egoístas. Um dia, um padre muito carismático os encarrega de entregarem a hóstia sagrada para comunhão a pessoas idosas e doentes que não conseguem ir à igreja sozinhas. Quando suas vidas se cruzam, Maria e Manlio embarcam juntos em uma espécie de história de amor com conseqüências inesperadas. Tudo acontece sob a paisagem desolada de Messina (Sicília, Itália).

 

Sobre o filme:Extensões de lixo, barcos abandonados à beira-mar, ferros das vigas de concreto armado que despontam na areia como arte contemporânea. Colocar em cena esses elementos habitualmente relacionados à degradação não é um ato de denúncia, mas de amor a essa paisagem que sempre existiu nesse estado, e que diante de um olhar treinado ao enquadramento, oferece possibilidades singulares. Pode-se ser raptado pela feiúra, e tendo que dar forma a isso que nos captura, deparamo-nos com certas formas clássicas, um mundo..., e de um mundo tem-se necessidade quando se quer contar uma história. (Pasquale Marino)

CIDADE MAGENTA

de Laura Carvalho e Kathleen Kunath

videodança / documentário experimental (em desenvolvimento)

São Paulo, Berlim

Cidade Magenta é um “coreodocumentário” que investiga, através da criação coletiva em dança, como habitantes de áreas urbanas em processo de gentrificação respondem à transformação de seus bairros. Grandes projetos urbanísticos reduzem pessoas a estatísticas. Por trás desses números é o corpo humano que sofre. Cidade Magenta propõe, através do corpo em movimento, um diálogo e uma resposta sobre esse fenômeno urbano que ocorre nos bairros da Luz (São Paulo) e Neukölln (Berlim).

 

 *Projeto selecionado no FilmCup 2012 Brazil&Germany

Please reload

Marcas & Comunicações

 

VIDEOCLIPE “Sem hora pra voltar”

Artista: République du Salém

Bra, HD, 6 min, color

Co-produção: Brodagem Filmes

Artista: République du Salém

Álbum: O Fim da Linha Não é o Bastante

Gravadora: Genesis

Ano: 2013

Direção: Anahí Borges 

 

*Grammy Latino 2013 - pre-nomination: “Best New Artist” and “Best Brazilian Rock Album”

M.ODA M.ILANO

de Pasquale Marino

Bra/Ita, HD, 1 min, color, 2012

Um spot publicitário que é igualmente um olhar cinematográfico sobre os bastidores da moda: o desfile do estilista italiano Marco De Vincenzo em Milão. 

 

Sobre o produto: A moda é arte e mercado. A procura da beleza na moda faz com que o trabalho do cinegrafista se interpenetre no trabalho do artista. A publicidade de moda exige conceito e forma capazes de conduzirem o espectador à fruição do belo. A Aranhas Films desenvolve com sofisticação e originalidade propostas audiovisuais para a divulgação de estilistas e para a promoção de suas marcas e coleções. A moda interpretada pelos olhos das artes visuais. “M.oda M.ilano” foi realizado para o website do estilista Marco De Vincenzo.

LEMBRANÇAS

de Humberto Borges

Bra, HD, 10 min, color

Montagem de Lívia 2S

Sinopse:Voltado para a distribuição em clínicas e associações de familiares e amigos de pessoas com Alzheimer, “Lembranças” mostra a evolução, no período de um ano, do mal de Alzheimer em uma senhora de 76 anos de idade que se considerava feliz e adorava cantar canções de sua mocidade, das décadas de 1950 e 1960. Foram realizadas filmagens em intervalos de alguns meses, em que a protagonista se assistia cantando nas filmagens anteriores e tentava acompanhar a canção no presente.

 

Sobre o filme: Filmado inicialmente com intenções meramente afetivas de registrar momentos privados para recordações futuras, com a montagem final resultou num filme de interesse social, não didático e que, apesar de certa melancolia, transmite uma mensagem positiva perante a vida. (Humberto Borges)

IMMA

de Anahí Borges e Pasquale Marino

Bra/Ita, HD, 7 min, color, 2011

Um novo formato de showreel voltado para atores e artistas que queiram realizar seu portfólio em maneira inventiva. Angela Dinì é uma atriz italiana.

 

Sobre o produto:O formato standard para um profissional do audiovisual elaborar o seu showreel é o da montagem seqüencial de trechos de obras já realizadas por ele. “Imma” é uma nova proposta para atores, atrizes, dançarinos, bailarinas, músicos e artistas protagonistas em geral. A Aranhas Films desenvolve propostas de portfólios que conjugam o estético-criativo à ação promocional focada no talento do cliente. Quase um “curta-metragem”, o produto é pensado sob medida (dramatúrgica e esteticamente) para as demandas do cliente no mercado. 

VIDEOCLIP “Out of the window into the house”

de Elena Fedeli

Bra/Ita, HD, 5 min, color (em pós produção)

Artista: JOWJO 

Álbum: Out of the window into the house

Selo discográfico: Riff Records

Ano: 2012

Direção: Elena Fedeli

 

Uma chuva na cidade… automóveis, edifícios, vidros molhados, feixes de luz abstratos...  a cidade transfigurada.

Please reload

© 2014 por Aranhas Films. Desenvolvido por Underline Publicidade

Siga-nos:
  • Facebook B&W
  • YouTube B&W
  • Vimeo B&W